• Mente e Corpo em Equilíbrio

A Parapsicologia é a ciência que estuda o ser humano como desencadeador dos fenômenos paranormais. Também afirma que a mente humana é a desencadeadora da energia que produz esses fenômenos


A Parapsicologia utiliza a HIPNOSE como técnica de tratamento. Esta ocorre quando o subconsciente controla a mente consciente. É um estado normal de relaxamento. Um dos grandes objetivos da Parapsicologia Clínica é despertar no ser humano a necessidade de “viver em harmonia”, tendo melhor qualidade de vida. “Com a ciência busca desvendar e conhecer o mundo interior e a realidade do ser humano. Nesta busca procura-se encontrar uma forma de libertá-los da angustia, do medo, da insatisfação, da insegurança, dos traumas e fobias”, explica a parapsicóloga clínica, Maria Elis Leão Neves, 55 anos, especialista em hipnose, regressão e neurolinguística.

Entre outras práticas a parapsicologia emprega a hipnose como forma de tratamento. “Utiliza principalmente a hipnose convencional alinhada na solução de problemas, nos processos terapêuticos, influenciando decisivamente no equilíbrio mental dos seres humanos e atuando profundamente sobre o pensamento filosófico. A Parapsicologia, como ciência, tem seu lugar garantido na história da humanidade, ela direcionará os caminhos do futuro”, ensina.

De acordo com a parapsicóloga o tratamento é realizado sempre procurando respeitar as escolhas de cada pessoa, baseando-se na história de cada um. “O método mais eficiente é sem duvida o da Programação e Reprogramação Mental, ela acontece quando o ser humano se deixa envolver, relaxa, permitindo deste modo o acesso ao seu subconsciente e assim utilizando palavras, pensamentos, gestos e atitudes, você pode programar tudo! Desde os movimentos até as emoções e comportamentos, bem como os acontecimentos em geral da sua vida”, diz. “A imaginação tem papel altamente importante neste processo. Para o subconsciente perceber, imaginar ou sonhar tudo isso tem o mesmo sentindo, pois registra tudo o que os sentidos percebem e também o que é imaginado. Imaginar é programar, é criar. Imagine-se feliz! Feliz será”, afirma.

Nossas convicções, explica Maria Elis, são também importantes para que possamos produzir uma boa programação ou reprogramação, para a estrutura ou organização das informações registradas pelo subconsciente. “O subconsciente não é algo estático pode sempre estar sendo programado ou reprogramado”, diz.

Viver em harmonia é um dos objetivos da Parapsicologia, lembra a parapsicóloga. “Para encontrar esse caminho mister se faz não só buscar o autoconhecimento como autocontrole das emoções e sentimentos. É importante ter pensamentos positivos. Através desse conhecimento podemos caminhar ao encontro dessa harmonia onde faz parte a paz interior, os sucessos, a prosperidade, a saúde e a felicidade”, lembra. “O Poder está com você enquanto estiver unindo à fonte do absoluto poder cósmico. Podemos criar uma resistência sem os deixar influenciar pelo negativo com facilidade”, orienta Maria Elis.

Hipnose

Muitos mitos envolvem a hipnose e gera insegurança para quem desconhece o tratamento. Para a parapsicóloga Maria Elis, a hipnose é uma prática segura. “Ao contrario do que se fala a hipnose é bem mais comum e de fácil procedimento. Ela pode estar acontecendo a um leve relax ou transe. Segundo Grisa, passamos a maior parte de nossas vidas hipnotizados e precisamos é nos deshipnotizar”, explica. “A hipnose é segundo Erikson, a invocação de experiências involuntárias”.

A hipnose acontece quando a pessoa, em transe evoca experiências que estão imersas. “Tentamos evocar experiências internas, buscando expandi-las e guiá-las. Isto acontece à medida que vamos ajudá-las a resolver seus problemas evocando suas próprias experiências”, conta. “Pode acontecer em uma abordagem que inclui uma conversa informal entre o paciente e o terapeuta, sem que o mesmo exponhas suas idéias ou crenças. Para que tudo aconteça da maneira mais simples é só imaginar que alguma coisa vai acontecer, ou está acontecendo ou já aconteceu. Para retornar ao estado normal também há preposições que podemos utilizar com as da indução ao estado hipnótico, como sugerir frases do tipo Seja bem-vindo, você voltou ou Como foi?”, finaliza Maria Elis.

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá! Gostei muito da matéria, me esclareceu muitas dúvidas. A profissional foi bastante objetiva em suas colocações! Com certeza irei procurá-la, pois me passou muita confiança.
Abraços, Lídia.

Anônimo disse...

Nossa, adorei!!Já fui cliente desta "pessoinha" incrível!!Foi um tratamento maravilhoso, adorei ler suas palavras, como sempre um ser iluminado.
Beijos, Thayse.

Anônimo disse...

Oi!Adorei a materia!=]
Dei uma atencao especial a ela ja que tenho um amigo,quase que um irmao,que ontem passou por uma crise emocional muito forte...=(
se pudesse ler e me dar alguma dica de como lidar com ele,agradeceria =]

*www.mentes.adolescentes.zip.net/

Beijos,Carol

Redação Boom disse...

nossa que bacana!!!

Mais visualizadas na última semana