• Homeopatia ameniza efeitos colaterais em pessoas com câncer


Nos últimos dez anos, foi constatado um aumento de 20% na demanda por medicamentos naturais no combate às consequências da quimioterapia e radioterapia, proporcionando melhora nos doentes com câncer. Vencer a si mesmo, antes de combater a doença, é o que motiva o maior número de mortes no Brasil e o principal desafio de quem luta contra o câncer.

Para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia, os doentes contam com tratamentos complementares, a exemplo da Homeopatia, muito utilizados nesses casos. De acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer), estima-se que, até dezembro deste ano, ocorram cerca de 400 mil novos casos de câncer por estado brasileiro.

Reconhecida como uma terapia complementar em saúde, a Homeopatia é capaz de oferecer soluções aos efeitos colaterais produzidos durante o combate ao câncer, cujos dez tipos mais comuns atualmente são Traqueia, Brônquio, Pulmão e Próstata, no caso dos homens; e Mama, Colo do Útero, Cólon e Reto, no caso das mulheres. Com ação sistêmica no organismo do ser humano, a quimioterapia atinge tanto às células que formam o tumor quanto às células sadias. 

Por isso, o método terapêutico que utiliza medicamentos diluídos e dinamizados, cuja matéria prima é retirada dos reinos animal, vegetal e mineral, age de forma eficaz fortalecendo o sistema imunológico frente às inúmeras outras desarmonias causadas pelo tratamento: anemia, diarreia, queda de cabelo, náuseas e vômitos, além de mudanças no sistema nervoso, pele e unhas.

O tratamento diminui os edemas, facilitando a circulação dos vasos sanguíneos e linfáticos, e melhorando o apetite, assim como a absorção e o aproveitamento dos alimentos. 

O medicamento natural também ajuda o equilíbrio mental e emocional, já que muitas pessoas, por ansiedade e medo, sofrem antes mesmo do tratamento começar, o que acaba agravando ainda mais os sintomas da doença. Manter uma higiene mental, cuidar das emoções, optar por uma alimentação mais saudável, beber água com frequência e fazer algum tipo de exercício físico são as recomendações mais elementares a serem seguidas na prevenção desta e da maioria das doenças.

Nas últimas décadas, o câncer ganhou uma dimensão maior, sendo considerado um problema de saúde pública mundial. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, até 2030, haja 27 milhões de casos incidentes de câncer, levando pelo menos 60% a morte pela doença e o maior efeito desse aumento vai incidir em países subdesenvolvidos.

No Brasil, milhões de pessoas são atingidas diariamente, como foi o caso de personalidades, a exemplo do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (tumor na laringe); as apresentadoras Hebe Camargo e Ana Maria Braga (respectivamente vítimas de câncer no peritônio e carcinoma epidermóide anal); os atores Reynaldo Gianecchini (sistema linfático) e Patrícia Pillar (câncer de mama), além do diretor da TV Globo, Marcos Paulo (esôfago) e do ator Raul Cortez (região abdominal), ambos falecidos.

Promovemos cursos de extensão universitária de Homeopatia em vários estados brasileiros, a cada semestre, a fim de disseminar a prática e potencializar os efetivos resultados. 

Ensinamos aos alunos que a Homeopatia trata o indivíduo como um ser integral, não o separando do seu corpo e mente, procurando, assim, um equilíbrio de todas as suas energias. São discutidos temas referentes a sua melhor prática: a preventiva. 

Professora Eliete M M Fagundes
cursohomeopatias@terra.com.br 
http://www.homeopatias.com 

Nenhum comentário:

Mais visualizadas na última semana