• Excesso de exposição solar pode causar câncer bucal


Fonte da foto: brooksidedental.com/
O especialista em saúde bucal, Dr. Sérgio Kignel, destaca que o sol em demasia pode originar tumores nos lábios, região altamente sensível e suscetível a lesões

O câncer bucal é caracterizado pelo aparecimento de tumores que afetam lábios e interior da cavidade oral, como os tecidos das gengivas, mucosa jugal (bochechas), palato duro (céu da boca), língua e sua região inferior (assoalho). O Inca, Instituto Nacional do Câncer, estima que, em 2016, aproximadamente 15 mil pessoas apresentarão casos da doença no país.

Um dos principais causadores do câncer bucal, especificamente na região do lábio, é permanecer no sol durante períodos prolongados, como explica o Dr. Sérgio Kignel, especialista em saúde bucal e Estomatologia. “A exposição excessiva aos raios solares pode provocar inflamações no lábio inferior, conhecidas como queilite actínica que podem se desenvolver para tumores.É importante destacar que a manifestação da doença é mais comum na região labial, pois a pele dessa área possui poucas camadas de proteção e é suscetível a pequenos ferimentos”.

Para prevenir o problema, o ideal é utilizar, diariamente, protetores solar e labial com alto nível de bloqueio solar, que também evitam rachaduras e lesões na sensível pele dos lábios. Uma boa higiene bucal, próteses ou aparelhos dentários bem colocados e com a manutenção em dia também são importantes fatores de precaução, além de consumir bebida alcóolica moderadamente e não fumar.

Em caso de feridas semelhantes a aftas que não cicatrizaram após 15 dias, manchas esbranquiçadas, inchaços e caroços nos lábios ou na mucosa interna da boca, procure um especialista. “O sucesso do tratamento contra o câncer de boca depende de um rápido diagnóstico. Em caso de tumores em fase inicial, a chance de cura gira em torno de 80%, seja por meio de radioterapia ou cirurgia para remoção da lesão”, conclui Dr. Sérgio Kignel.


Sobre o Dr. Sérgio Kignel

O Dr. Sérgio Kignel é especialista em Estomatologia, professor titular de Semiologia da UNIARARAS e Mestre e Doutor em diagnóstico bucal pela FOUSP-SP, sendo considerado uma das mais respeitadas referências em diagnóstico oral no Brasil. 

À frente da tradicional Clínica Kignel, em São Paulo, o Dr. Sérgio é uma autoridade em neoplastias bucais, congressista nacional e internacional e autor de livros como “Diagnóstico Bucal” e “Estomatologia, base do diagnóstico para o clinico geral”, única obra de Odontologia a receber o 1º lugar do concurso Jabuti, em ciências da saúde.  





Nenhum comentário:

Mais visualizadas na última semana