• Orientações sobre o Zika Vírus para a saúde do binômio mâe-bebê

O Zika Vírus é a doença viral mais falada da atualidade e associada a uns dos seus principais efeitos, a microcefalia, foi considerado uma emergência internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foi descrita na África em 1947 e, chegou as Américas em 2014 e provocou uma epidemia no Brasil, graças a dificuldade de eliminação de seu principal vetor – o mosquito Aedes Aegypti. De acordo com a médica Dra Luísa Aguiar da Silva (CRM 15992), especialista em ginecologia e obstetrícia pela Federação Médica Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, os principais sintomas são dor de cabeça, febre baixa, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos. “A evolução da doença costuma ser benigna e a maior preocupação gira em torno das gestantes que depois de infectadas podem transmitir aos seus filhos a síndrome do Zika congênito e todas as suas catastróficas manifestações”, diz. Dra Luísa sugere que especialmente as gestantes sigam algumas orientações, como usar repelentes e roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia, para prevenir a picada do mosquito. “A doença ainda é cheia de mistérios e a prevenção é o melhor remédio”, conclui. Dicas indispensáveis para a saúde do binômio mâe-bebê: 1) usar repelente diariamente respeitando a especificação do fabricante quanto ao tempo de reaplicação; 2) optar por roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia – já que o mosquito possui hábitos diurnos; 3) evitar viagens para áreas com muitos casos confirmados e suspeitos; 4) telas nas janelas de casa; 5) combater a proliferação do mosquito por meio da eliminação da possibilidade de contato entre mosquitos e água armazenada em qualquer tipo de depósito, mantendo-se os reservatórios ou qualquer local que possa acumular água, totalmente cobertos, 6) denunciar focos suspeitos a secretaria de saúde do seu município. Sobre Dra Luísa Aguiar da Silva - médica formada pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul). É especialista em ginecologia e obstetrícia (Hospital Conceição, Porto Alegre/RS) e uroginecologia (Universidade Federal de SP - UNIFESP). Possui título de especialista em ginecologia e obstetrícia pela Federação Médica Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e é membro da Associação Internacional de Uroginecologia (IUGA). Atualmente atende na Clínica Urogine, com mais de 25 anos de tradição em Florianópolis/SC e é professora do sistema materno infantil, na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul). Sobre a Clínica Urogine - Clínica especializada em ginecologia e obstetrícia, há mais de 25 anos em Florianópolis. Está localizada à Rua Santos Dumont, 182 – sala 1105 - Edifício Life Medical Tower – Centro. Aberto das 8h às 20h. Mais informações contato@urogine.com.br e (48) 3224-7405. Redes sociais: Instragram: @urogine e Facebook: Urogine

Nenhum comentário:

Mais visualizadas na última semana