• Conheça os procedimentos estéticos que irão te salvar nesse verão!

Esteticistas do Espaço Lótus falam sobre os tratamentos mais eficazes que recuperam o tempo perdido e secam o corpo a tempo para o verão

Se você relaxou na academia e na alimentação, mas ainda quer ir para a praia com um corpão, fique tranquila que há jeito! As clínicas estéticas são as maiores aliadas das mulheres quando o assunto é emagrecer e perder medidas e proporcionam os mais avançados procedimentos e tratamentos de combate a gordura localizada, estrias e celulite.
As esteticistas do Espaço Lótus, localizado na Barra da Tijuca, Shane Tsuji e Nathalie Moreno, dão dicas sobre os melhores e mais eficazes tratamentos para entrar mais sequinha no biquíni. Confira:
1. Lipocavitação: “Através de ultrassom, a Lipocavitação derrete as células de gordura e as joga na corrente sanguínea. Parte dessa gordura é absorvida pelo fígado, também transformada em energia e eliminadas através da urina. Esse procedimento é mais recomendado para praticantes de atividades físicas, pois é necessário que algum exercício seja feito até 4 horas após a sessão, para que a gordura transformada em energia seja gasta. É bastante eficaz”, explica Shane. 
2. Criolipólise: “Esse tratamento é um dos mais eficazes, pois é possível perder até 7cm de gordura (ou até 30%)logo na primeira sessão. Ele congela a gordura localizada em até -5ºC, de maneira que mata as células adiposas e o corpo vai eliminando-as pelos próximos 30 dias. É recomendado que a pessoa entre em uma dieta menos calórica após se submeter a esse procedimento, para que a gordura morta não seja reposta. Quando feita por um profissional qualificado, é super seguro e pode ser feito em diversos lugares do corpo, como costas, abdômen, flancos, coxas e braços”, aconselha Nathalie.
3. Ultra detox: “É uma combinação potente de cinco procedimentos: esfoliação, ultrassom, massagem modeladora, máscara de argila e manta térmica, que tem propriedades termogênicas e diuréticas. A ultra detox quebra a gordura e ainda estimula a eliminação de toxinas através da urina e suor. É possível, na primeira sessão, perder até 8cm, diz Shane. 
4. Corrente russa: “É um procedimento estético que tonifica e define melhor os músculos, através de eletroestimulação. Fios com eletrodos são colocados nas regiões em que a paciente quer definir e pequenas descargas elétricas estimulam a contração e movimento do músculo, tonificando-o”, completa.
5. Pump-glúteos: “O pump é um tratamento para dar aquela ‘empinada’ no bumbum. Ele é feito através de ventosas,que realizam movimentos de sucção e compressão na musculatura e na gordura dos glúteos. É um tratamento contínuo, de no mínimo, 8 sessões, para que os resultados sejam duradouros. É também o melhor tratamento indicado para eliminação de celulite dessa área”, acrescenta Nathalie.
6. Radiofrequência: “Esse tratamento é mais indicado para flacidez, gordura localizada no corpo e para rugas finas, flacidez,gordura localizada no rosto.
 A radiofrequência causa um calor no tecido embaixo da pele, que promove maior produção de colágeno e melhora o aspecto da pele. Também é bastante eficaz para atenuar cicatrizes de acne e celulite”, finaliza.
Serviço: Espaço Lótus
Clínica Estética
Nathalie Moreno e Shane Tsuji
contato@espacolotus.com.br
@espacolotus.o2
(21) 3328-3225
Av. Paisagista José Silva Neto, 200, bloco 5, sala 426 / O2 Corporate & Offices - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

• Preocupada com os exageros de Fim de Ano?

Nutricionista revela sua receita favorita e instrui sobre a importância de Dieta Desintoxicante 

Com o Reveillon chegando, essa é a época do ano mais conhecida pelos exageros e extravagâncias alimentares. Muitas pessoas, mesmo estando de dieta, acabam comendo - e bebendo - excessivamente durante as festas de fim de ano, entrando no ano seguinte já sentindo o corpo mais inchado e com alguns quilinhos a mais. Para eliminar os excessos das festividades de Ano Novo e ainda perder medidas, uma boa opção é seguir uma Dieta Detox ou Dieta Desintoxicante.
Segundo a nutricionista esportiva Tathiana Ferreira, a Dieta Detox é uma boa pedida para se recuperar dos exageros cometidos. “Após as festas de fim de ano, quando você deve correr atrás do prejuízo e perder os quilinhos extras que adquiriu, nada melhor do que investir numa dieta para desintoxicar o organismo, limpando-o de toxinas, gorduras e exageros”, diz. 
De acordo com a especialista, a Dieta Detox é composta por um cardápio saudável, baseado em alimentos naturais, que ajudam a fazer esta limpeza. “A dieta inclui vegetais, frutas, leguminosas e grãos vegetais, peixes e aves. Assim como as gorduras boas, encontradas no azeite extra virgem e em castanhas é rica em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes”, afirma. 
Tathiana esclarece, entretanto, que há algumas poucas restrições a serem seguidas. “Para atingir ao objetivo da dieta e desintoxicar efetivamente o organismo, é importante restringir o consumo de alguns itens, como: glúten, laticínios, aditivos, conservantes, corantes, açúcares, adoçantes e cereais refinados. Além disso, o ideal é evitar o consumo de carne vermelha e álcool”, explica.
A especialista garante que os benefícios da Dieta Detox vão além da aparência física. “A dieta vale muito a pena, porque além da diminuição de peso e de medidas, proporciona uma diminuição do inchaço corporal e ajuda na regulação do intestino. Além disso, são notáveis as melhoras no aspecto da pele e do cabelo. A dieta também é recomendada para aliviar os sintomas de quem sente insônia, cansaço excessivo e dores de cabeça”, diz.
A nutricionista, porém, alerta: “Nem tudo é real. Algumas dietas que dizem ser Detox, na verdade fazem com que a pessoa perca líquidos ao invés de gorduras, fazendo com que o suposto emagrecimento não passe de ilusão”. Porém, enfatiza: “A dieta Detox, feita corretamente, é capaz de purificar o corpo sem deixar de nutri-lo, fazendo com que a pessoa se sinta mais enérgica e claro, mais magra”, garante a especialista.
A seguir, uma receita de suco Detox recomendado pela nutricionista Tathiana Ferreira:
Receita de suco detox
Ingredientes
1 xícara (chá) de abacaxi em cubos
1 cenoura
1 xícara (chá) de talos de erva doce
1 suco de limão e raspas da casca
Modo de fazer
Bata todos os ingredientes em um liquidificador ou centrífuga, adicionando água filtrada ou água de coco. O recomendável é utilizar a medida de meio copo para que o suco fique mais cremoso. Não adicionar açúcar ou adoçante.
Serviço: Tathiana Ferreira
Nutricionista
21 99477-3627
https://www.facebook.com/drathatiana.ferreira?fref=ts

• É preciso malhar o corpo e também a mente

Especialista esclarece sobre a importância do acompanhamento psicológico de atletas e esportistas 

O acompanhamento psicológico é fundamental para todos, principalmente para pessoas cujas rotinas demandam muita pressão e mudanças repentinas, como acontece com os atletas.

Porém, pesquisas indicam que no mundo dos esportes há uma grande relutância quando o assunto é recorrer a um psicólogo e o tratamento é visto de forma preconceituosa, remetendo, erroneamente, à ideia de admissão de fraqueza. Já no meio artístico, por exemplo, podemos observar a valorização do investimento em terapias e acompanhamentos para enfrentar as pressões rotineiras da carreira.

Segundo o psicólogo João Alexandre Borba, a presença de um psicólogo como membro da equipe esportiva é fundamental para o enriquecimento de todo o time. “É preciso afastar a ideia de que recorrer a uma terapia significa fraqueza, pois é exatamente o contrário. Mais do que no corpo a força está na mente. A pessoa que tem o acompanhamento psicológico fica mais fortalecida, tanto em sua vida pessoal, quanto em sua carreira”, diz. E ressalta: “É totalmente equivocada a ideia de que o sucesso na carreira de um atleta depende unicamente de suas habilidades físicas. Muitos esportistas se preocupam em exercitar o corpo, mas ignoram a importância de exercitar e fortalecer sua mente”, esclarece.

De acordo com o especialista, um atleta está exposto a pressões e diversas situações em que sua psique pode ser afetada. “É importante ressaltar que muitos desses profissionais vieram de classes sociais mais baixas, recebendo salários menores e acostumados com um estilo de vida mais simples. Quando, de repente, passam a receber um salário muito maior e a conviver

em um ambiente propício a maiores gastos financeiros, muitos deles, sem o acompanhamento de um psicólogo, ficam cada vez mais perdidos. É frequente perderem seu controle financeiro e se atolarem em dívidas cada vez maiores”, afirma Borba.
Segundo João Alexandre Borba, outro fator que influencia psicologicamente o atleta diz respeito ao distanciamento familiar. “Alguns esportistas passam a viver longe de sua cidade natal, muitas vezes até mesmo em outros países. Isso faz com que a pessoa sofra com o distanciamento de seus familiares e pessoas importantes de seu convívio. Sem ter o auxílio profissional, esse afastamento repentino pode afetar diretamente a mente do atleta”, diz o especialista.

O psicólogo ressalta também a importância do acompanhamento para lidar com os momentos mais difíceis da carreira. “Na vida de um esportista não há apenas vitórias. As derrotas acontecem e o atleta tem que estar preparado para lidar com elas da melhor forma possível. O mais importante é que o mesmo possa desenvolver a resiliência, superando o momento da derrota e retomando sua carreira. Muitos casos em que o esportista não tem acompanhamento, quando sofre muitas derrotas, não consegue superá-las. O resultado é que, a médio ou longo prazo, o atleta acaba não conseguindo retomar seu rendimento e desorganizando sua autoestima ”, conclui.
Serviço: João Alexandre Borba
Co-CEO do Instituto Internacional Japonês de Coaching e Psicólogo

• Verão: é tempo de comer bem

Alimentos sazonais são mais fresquinhos e também mais saborosos e saudáveis

A natureza sabe o que faz! Em todas as estações é possível encontrar alimentos que fazem bem, com nutrientes que o corpo precisa para enfrentar o clima, seja em dias mais amenos até os mais quentes. Então, aposte nos alimentos da estação. Frutas, verduras e legumes da temporada são mais fresquinhos e têm muitas vantagens, incluindo o preço, que reduz na época certa de colheita.

Fique atento à essa sazonalidade, pois seu corpo e bolso agradecem. Nesse período mais quente do ano vale apostar em alimentos como alho, batata-doce, mandioca, batata-salsa, cenoura, couve, agrião, cheiro verde, mostarda, rúcula, broto de bambu, abóbora seca, milho verde e pimentão vermelho.

Por serem ricos em nutrientes eles favorecem o bom funcionamento do organismo. Nos dias mais quentes, que também pedem mais hidratação, é hora de aproveitar as frutas para fazer sucos naturais e encher o prato de salada e alimentos de fácil digestão, como o abacaxi, abacate, ameixa, banana, caju, coco, figo, goiaba, jaca, laranja, limão, maçã, manga, maracujá, melancia, melão, pêra e uva.

Segundo a médica endocrinologista, Dra. Myrna Campagnoli, do Laboratório Frischmann Aisengart, uma dieta saudável contempla, pelo menos, três frutas por dia, que podem ser consumidas como sobremesa ou lanches entre as refeições. “Nos dias mais quentes as frutas também podem ser uma excelente opção de picolés de frutas, muito refrescantes, e geralmente têm as mesmas calorias ou menos que uma fruta fresca. O melhor é que podem ser preparados em casa”, comenta.

Para incrementar as tardes quentes, uma boa opção é a água de coco, uma bebida saborosa e nutritiva que ajuda a combater a desidratação. “Outra proposta, que é uma sensação do momento, são os smoothies, feitos à base de frutas e iogurte eles têm pouca gordura e bastante vitamina, além de ajudar a controlar aquela vontade de comer doces”, orienta.

Em todas as estações, não abra mão das as frutas e verduras. Evite alimentos industrializados e comece a preparar em casa receitas com alimentos frescos. Você vai perceber a diferença na sua saúde. Seu corpo vai agradecer e sua disposição vai aumentar. Alimente-se bem e confira.

Sobre o Laboratório Frischmann Aisengart:

O Laboratório Frischmann Aisengart tem uma história de mais de 70 anos como referência na medicina diagnóstica, contando com mais de 600 colaboradores, 35 unidades de atendimento no estado, realizando em torno de três mil tipos de exames de análises clínicas. Além disso, oferece soluções diferenciadas e alto padrão de atendimento, contando também com o serviço de vacinas. Confira mais informações sobre a empresa no site www.labfa.com.br

• As rugas estão incomodando?

Novo método de preenchimento da pele reduz as rugas mais profundas e melhora o contorno do rosto 

A idade vai chegando e, com ela, o nível de colágeno na pele vai diminuindo. O alto contato com o sol, principalmente para habitantes de um país tropical, também não ajuda a evitar rugas e manchas na derme. Para algumas mulheres, o aparecimento do tão temido envelhecimento pode causar uma real baixa na autoestima. Para isso, diversos tratamentos estéticos foram inventados e reinventados, sempre para atender as demandas com mais eficiência. O Radiesse, anda fazendo sucesso nas clínicas de estéticas e dermatologia mais conceituadas do país, como o mais moderno tratamento de rejuvenescimento progressivo da atualidade. E o melhor, pode ser feito também no verão
Segundo a dermatologista Lucila Póvoa da clínica Flor da Pele, o Radiesse é um tratamento revolucionário na dermatologia. “O Radiesse está conquistando cada vez mais as adeptas a ele. Ele é um gel preenchedor que recupera a jovialidade perdida com o passar dos anos em uma única sessão. Só é necessário repetir a aplicação em curto prazo, se o envelhecimento da pele do paciente estiver muito avançado. Os resultados são um dos mais duradouros do mercado, cerca de 18 a 24 meses”, explica.
O Radiesse é recomendado para correção dos sulcos nasogenianos (bigode chinês), rugas entre a boca e o queixo (conhecidas como boca de marionete) e também muito usado para rejuvenescimento das mãos. O Radiesse é o preenchimento mais indicado para devolver volume a essas áreas. Além de preencher, ele também estimula a produção de colágeno no local, que é bem distribuída ao longo do rosto, através de uma massagem realizada logo após a aplicação. Seus resultados são visíveis imediatamente, mas torna-se perfeito após 16 semanas.
A substância é hidroxiapatita de Cálcio, composto biocompatível e biodegradável, injetado na pele a fim de recuperar o volume perdido com o envelhecimento cutâneo.
A dermatologista Lúcila Póvoa diz que o tratamento é mais indicado para homens e mulheres acima dos 30 anos, quando as rugas começam a aparecer. “Quem ainda está na casa dos 20, pode fazer outros tratamentos menos invasivos que lustram a pele. O Radiesse é indicado para uma abordagem mais profunda”, completa.
Segundo a dermatologista, é um ótimo aliado para fazer em conjunto com a toxina botulínica. Pois os dois combinados dão um efeito rejuvenescedor e jovial a cliente.
Serviço: Flor da Pele
Clínica de Estética – Tijuca
(21) 3234-2890 / 3593-2313
http://flordapelebeleza.com.br/
Rua Carlos Vasconcelos, número 100, Tijuca, Rio de Janeiro, próximo à Praça Saens Peña.

• Alimentos saudáveis para o Natal e Ano Novo

Como incrementar as festas sem sair de forma

É possível manter a alimentação saudável também no Natal e no Ano Novo e as dicas da endocrinologista, Dra. Myrna Campagnoli, do Laboratório Frischmann Aisengart, é que você aposte nas frutas secas, oleaginosas, lentilhas e uvas são boas opções para quem quer se manter em forma no final do ano.

As frutas secas, também conhecidas como frutas desidratadas, são produzidas a partir da retirada parcial da água da fruta madura, inteira ou em pedaços, por processos tecnológicos adequados que possibilitam a manutenção de, no máximo, 25% de umidade. “Por essa razão, as frutas secas, ao contrário das frutas frescas, representam uma fonte mais concentrada de nutrientes, fibras e compostos bioativos. Em consequência disso, as frutas desidratadas são consideradas ótimas fontes de vitaminas e minerais”, explica a médica, que comenta que a concentração de calorias também é maior, por isso, seu consumo deve ser moderado, como parte de uma alimentação equilibrada.

Uma boa opção é incluir mais damasco na dieta, pois eles possuem compostos bioativos que contribuem para a diminuição da vontade de comer alimentos doces. Além dela, a uva passa, que é fonte de diversos compostos fenólicos, que apresentam atividade antioxidante, anti-inflamatórias e anticancerígenas.

As lentilhas também não podem ficar de fora das ceias. Da mesma família do feijão, da soja e do grão-de-bico, elas compartilham dos mesmos benefícios, são fontes de fibras e proteína. Uma xícara de lentilhas (198 g) cozidas apresenta 230 calorias, contendo 18 g de proteína, 40 g de carboidratos totais, 16 g de fibras e apenas 1 g de gordura. “O alimento é considerado uma excelente fonte de potássio, zinco, selênio, magnésio, vitamina B6 e principalmente de ácido fólico”, diz a médica.

Da mesma forma, o vinho tinto ganha destaque nas comemorações. Ele possui diversos compostos bioativos que apresentam efeitos benéficos para a saúde, desde que o seu consumo seja moderado: duas taças para homens e uma taça para mulheres por dia. “Dentre os compostos bioativos está o resveratrol, que possui propriedades antienvelhecimento, anticancerígenas, anti-inflamatórias e antioxidante, características relevantes para prevenção de doenças crônicas, e ajudam na prevenção de doença cardíaca coronária e aterosclerose”, destaca Dra. Myrna.

As oleaginosas, como amêndoas, avelãs, castanha-de-caju, castanha-do-Brasil, nozes, pistache, entre outras, são fontes de ácidos graxos insaturados, fibras, sais minerais, fitoesteróis e compostos fenólicos. “Apesar do alto valor energético, em virtude da composição de ácidos graxos, as oleaginosas podem influenciar beneficamente a saúde, pois têm sido associados às propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Para usufruir desses benefícios, é recomendado que o consumo seja do fruto cru”.

As frutas frescas também não podem faltar no cardápio. Uva, framboesa, amora, mirtilo e o bom e velho morango são frutas ricas em vitamina C, importantíssimas para manter a pele jovem e saudável. Elas possuem ácido elágico, potente para o sistema imunológico. Esses alimentos também contêm flavonoides, compostos com efeito antioxidante, ou seja, que tem ação sobre a formação de radicais livres e a diminuição dos níveis de LDL, o colesterol ruim.

A vedete da ceia da virada, a Romã, além de alimentar simpatias e decorar perfeitamente as mesas das festividades, tem propriedades importantes para a nossa saúde. É rica em vitamina A, que ajuda a manter a pele bonita, saudável e favorece a visão. Também é rica em vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6), que auxiliam a circulação, aumentam a resistência às infecções, facilitam a eliminação de líquidos e previnem o estresse.

Sobre o Laboratório Frischmann Aisengart:

O Laboratório Frischmann Aisengart tem uma história de mais de 70 anos como referência na medicina diagnóstica, contando com mais de 600 colaboradores, 35 unidades de atendimento no estado, realizando em torno de três mil tipos de exames de análises clínicas. Além disso, oferece soluções diferenciadas e alto padrão de atendimento, contando também com o serviço de vacinas. Confira mais informações sobre a empresa no site www.labfa.com.br

• QUEM PRATICA CORRIDA PODE SOFRER DE TENDINITE PATELAR – SAIBA O QUE É E COMO SE CUIDAR


Por Dr. Sérgio Costa, Ortopedista com Especialização em Cirurgia de Joelho, Artroscopia e Próteses pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP); Pós-Graduado pela Faculdade de Medicina da USP em Ortopedia e Traumatologia; Mestre pela USP; e Coordenador da Equipe Médica do Hospital São Luiz, unidade Itaim

A prática da corrida tem sido cada vez mais aderida por quem quer perder peso ou apenas mantê-lo. No entanto, poucos sabem que um problema comum nos atletas corredores é a tendinite patelar. O tendão patelar está localizado abaixo da patela (osso situado na parte anterior do joelho) e faz a ligação entre ela e o osso da perna, a tíbia. A tendinite patelar, também chamada de “joelho de saltador”, é a inflamação deste tendão.

Causas da Tendinite Patelar
A tendinite patelar afeta o tendão do músculo anterior da coxa (quadríceps) e é provocada pela falta de alongamento e excesso de treinos, ultrapassando o limite da elasticidade e resistência do tendão. Outras causas são o desequilíbrio dos músculos da coxa, além de também estar associada com o desalinhamento dos membros inferiores, como pé plano (chato), joelho valgo (desalinhamento lateral dos joelhos) e quadris largos (principalmente em mulheres). 

Sintomas
A inflamação do tendão causa dores localizadas bem abaixo do osso patelar. O corredor poderá sentir desconforto em atividades corriqueiras, como subir e descer escadas; permanecer por muito tempo sentado com pernas cruzadas; ou usar salto alto.

Tratamento
O uso de analgésicos e anti-inflamatórios costuma ser recomendado para diminuir a dor e o processo inflamatório. Após alguns dias (sete, em média), inicia-se o processo de fisioterapia que também auxilia na diminuição da dor e da inflamação, além de ajustar os movimentos do joelho e, assim, diminuir a sobrecarga sobre o tendão.

Vale lembrar que, antes de iniciar qualquer atividade física (principalmente se você for sedentário e quiser praticar um exercício de alto impacto como a corrida), é fundamental buscar orientação de um profissional de saúde especializado. Ele deve fazer um acompanhamento e indicar a forma como você irá praticar o exercício, respeitando seu atual condicionamento físico.

• Como usar sucos e vitaminas para combater o estresse


Conheça alguns dos benefícios do consumo de bebidas saudáveis


Final do ano chegando e a sensação de cansaço consome muitas das nossas energias no trabalho, no convívio familiar e social. O estresse e a fadiga nem sempre estão relacionados apenas ao excesso de tarefas, mas também podem ser uma consequência de hábitos de vida e alimentação inadequados.

Uma dieta pouco balanceada, rica em carboidratos e pobre em vitaminas, minerais e água, pode fragilizar o organismo. Por isso, de acordo com a médica endocrinologista, Dra. Myrna Campagnoli, do Laboratório Frischmann Aisengart, incluir mais sucos naturais e vitaminas, no seu dia a dia, pode realmente fazer a diferença no combate à fadiga.

“Os sucos naturais proporcionam bastante saciedade, são ricos em vitaminas e minerais, hidratam e são opções saudáveis e rápidas para ajudar as pessoas a não passarem longos períodos sem se alimentar, especialmente no período mais quente do ano”, explica a médica.

Alguns alimentos contribuem positivamente no  combate ao cansaço e proporcionam sensação de bem-estar.  Morangos, maracujá e banana-prata, que podem ser consumidos in natura ou em forma de sucos ou vitaminas são ótimos exemplos. “Os morangos são ricos em vitamina C, que têm ação antioxidante, e em carboidratos, que fornecem energia para combater a fadiga. Já o maracujá possui passiflora, que ajuda a acalmar. A banana-prata, por sua vez, é rica em potássio, triptofano e vitamina B6 - conhecida como ‘anti-estresse’, e, por ser uma ótima fonte de energia, a fruta ajuda a diminuir o cansaço”, comenta.

• Pesquisa revela que o marido é capaz de estressar a mulher muito mais do que os filhos

Psicóloga comenta os dados da pesquisa e explica que pode haver muito mais por trás de apenas uma má vontade dos homens e muitos deles podem sofrer de uma síndrome psicológica 

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos entrevistou 7.000 mães e concluiu que suas maiores queixas eram sobre seus maridos. Segundo 46% das mulheres entrevistadas eles geram 10 vezes mais estresse do que os filhos do casal. As reclamações variam entre não receberem ajuda em na casa, o que acaba por aumentar suas obrigações domésticas, às atitudes infantis dos homens, que também são um quesito de perturbação. As mulheres ainda afirmam que todos esses fatores não cumprem com suas expectativas e tornam o casamento frustrante e estressante.
A psicóloga Carla Ribeiro, especializada em saúde do Homem, comenta a pesquisa: “Homens que não auxiliam na casa e na educação dos filhos e deixam tudo na responsabilidade das esposas, podem sofrer da Síndrome de Peter Pan”, explica. “Embora não seja considerada uma doença psicológica real, a Síndrome de Peter Pan existe e acomete uma parte significativa dos homens”, completa a psicóloga.
Esta síndrome é caracterizada pela imaturidade psicológica e pelo narcisismo na fase adulta. “Geralmente é causada por uma conexão emocional excessiva e dependente entre o filho e a mãe, que não é quebrada na adolescência. A criança cresce dependendo da mãe para tudo, o que é normal, mas quando atinge a adolescência, se a mãe - e até mesmo o pai - não forem ensinando esse adolescente a serem autônomos, responsáveis aos poucos, ele entrará na fase adulta e passará essa dependência adiante. Ou seja, para a esposa”, afirma Carla.
Segundo a especialista, quando os homens desenvolvem a Síndrome de Peter Pan, não agem por mal, mas sim, por hábito. “Não é defendê-los ou aceitar, mas é simplesmente a forma como foram criados. Quando vão viver com outra mulher, este homem transfere a figura materna, para a esposa. Para homens que tiveram uma criação sem esta dependência, o rompimento emocional é natural quando atingem  a fase adulta. Quem é portador da síndrome, não”, argumenta.
De acordo com Carla, os sintomas da síndrome de Peter Pan, são: ansiedade, irresponsabilidade, comportamento infantil e imaturo e conflitos sexuais. “Além da dependência, uma educação totalmente permissiva é a principal causadora do sintoma da irresponsabilidade, que é refletida na criação dos filhos. O homem portador dessa síndrome tem muita dificuldade em colocar limites nos filhos quando fazem alguma coisa errada, porque não entende o erro, já que não teve esse limite, explica Carla.
Carla diz que, nesses casos, a melhor solução é o tratamento através da psicoterapia. “Esse método é direcionado ao autoconhecimento. Como é uma deficiência psicológica ocorrida ao longo da educação do homem, um dos sintomas da ansiedade é não estar satisfeito consigo mesmo. Quando isso ocorre, é porque a fase das descobertas, a adolescência, não foi devidamente aproveitada”, conclui.

Serviço: Carla Ribeiro
Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

• Adicione à sua lista de resoluções para o ano novo: ser mais otimista!

Coach de desenvolvimento humano explica como a força do pensamento positivo pode ser poderosa e transformar as tentativas em conquistas 

Apesar da diversidade humana, pelo menos uma coisa todos nós temos em comum: estamos sempre resolvendo problemas e encarando desafios. Sejam eles mínimos ou sérios, se não sabemos a resposta para todas as perguntas, estamos enfrentando um obstáculo que precisa ser ultrapassado. O que difere as pessoas nesse quesito é a forma como encaram esses desafios, os otimistas e os pessimistas. Por isso, aproveite o final do ano, repense suas realizações em 2016, e adicione um pouco mais de positivismo às suas tomadas de decisões em 2017. Vá em direção ao que você quer!
Segundo a coach de desenvolvimento humano, Andreia Rego, a forma como se encara um problema pode mudar radicalmente seu resultado. “Quando somos pessimistas, nos rendemos ao problema e, por isso, nós mesmos acabamos dando a ele o final que nem mesmo queremos. Se somos otimistas, temos maior chance de exercer força de vontade e foco para passar por obstáculos. Essas máximas também aguçam nossa criatividade para criarmos diferentes alternativas na superação dos problemas”, diz.
A coach completa, dizendo que a força interior do ser humano fortalece o pensamento e as qualidades, que ajudam diante das adversidades. “Ser otimista é essencial para mover o indivíduo em direção às soluções, não o deixando se entregar aos problemas. Mesmo que seja uma situação irreversível, o positivismo também sempre servirá como forma de conforto em situações delicadas e impossíveis. A pessoa saberá que fez o que pôde, ao invés de reclamar sobre o que não foi suficiente”, afirma Andreia.
Além disso, a vida ganha mais leveza quando é vivida na base da esperança e com o pensamento de que se pode conquistar o que deseja. “O estresse é perigoso para a saúde e o otimista vive uma vida muito mais saudável, pois lida melhor com as preocupações”, explica.
Andreia ressalta: “Ser otimista quanto aos obstáculos da vida tem como intenção poder receber as situações negativas com consciência, respeito e serenidade, para, acima de tudo, ter disponibilidade, a fim de resolver estas questões com afetividade e responsabilidade”, conclui a coach.
Serviço: Andreia Rego
Psicanalista e Coach de Desenvolvimento Humano
21 99941.9950
Instagram: Andreia Rego

• BULLYING: ATÉ QUANDO?

Por Prof. Dr. Mario Louzã, médico psiquiatra e psicanalista, doutor em Medicina pela Universidade de Würzburg, Alemanha. (CRMSP 34330).

Como saber se seu filho está sendo vítima de bullying? Primeiramente, saiba o que é o bullying. O problema envolve um comportamento agressivo (seja por palavras ou atitudes), repetitivo, feito por alguém que exerce algum tipo de poder ou intimidação sobre outra pessoa do mesmo nível hierárquico (diferente do assédio moral, quando é exercido por alguém de nível hierárquico superior sobre um subalterno). 

O comportamento de domínio é muito frequente em animais que vivem em grupos: tipicamente, o macho-alfa exerce um poder sobre os demais machos, determinando uma hierarquia/ordem social no grupo. Entre os seres humanos, esse comportamento foi sendo inibido à medida que foi se constituindo a civilização humana. Em certo sentido, os humanos estabelecem um “acordo” em que a hierarquia e as regras são respeitadas, seja pelas leis impostas pela sociedade, seja por um acordo implícito entre as partes. 

Só que, na prática, essa interação é bem mais complexa, pois envolve personalidades e temperamentos diferentes. Pensando no modelo da psicanálise freudiana, o ID representaria a instância instintiva, presente já no nascimento, e exercendo seu impulso “indiscriminadamente”. Aos poucos, especialmente na fase de elaboração do complexo de Édipo, a criança incorporará limites dentro de si mesma, o que virá a constituir o SUPERGO, a instância psíquica moral do ser humano, responsável pelo controle dos impulsos do ID. Por sua vez, estas duas também serão mediadas pelo EGO, que funcionaria como uma espécie de gestor de ambas frente à REALIDADE. As características de cada indivíduo de certo modo serão responsáveis pela maneira como este interagirá socialmente. 

As crianças, obviamente, não nascem sabendo de tudo isso. É preciso ensiná-las a respeitar limites e os demais seres humanos. De certo modo, elas aprendem a domar seus próprios instintos e desejos, inclusive o de dominar seus pares. Este é um dos papéis fundamentais dos pais, os primeiros e mais importantes modelos que a criança toma para aprendizado das regras sociais. É importante lembrar que cada criança, desde cedo, começa a demonstrar seu temperamento e suas características de comportamento: umas mais tímidas, outras mais extrovertidas... E essas características serão moldadas ao longo do tempo, conforme o ambiente familiar e social. Aspectos culturais também devem ser levados em conta. Especialmente em relação aos meninos, que são cobrados desde cedo a se tornarem corajosos e fortes no contexto social ao qual pertencem.   

Vale lembrar que a função das escolas é ensinar, e não educar. Essa responsabilidade é dos pais. É bastante frequente que os pais se abstenham deste papel e deleguem às escolas uma função que não é delas. Se uma criança não tem capacidade de se conter e respeitar os colegas (e de se fazer respeitar), trata-se de um problema já instalado, provavelmente originado da educação em casa. Será preciso que os pais mudem seu modo de lidar com a criança, tentando corrigir o que não foi ensinado no momento certo. Muitas vezes, é necessário que os pais procurem orientação/psicoterapia para que seja possível rever os limites da criança. 

As vítimas de bullying, em geral, tem algum tipo de característica de fragilidade ou vulnerabilidade que as faz ser tornar alvo do intimidador (“buller”). Pode ser algum aspecto físico (a criança “gordinha” ou “baixinha”, por exemplo) ou psicológico (a criança “tímida” ou mais “infantil”, em comparação com as demais). As vítimas do bullying têm vergonha de contar o que estão sofrendo. Cabe aos pais detectar as mudanças no comportamento da criança (não querer ir à escola, mostrar-se triste ou angustiada quando chega a hora de ir à escola, não demonstrar interesse em participar das atividades no recreio, entre outras).

Um aspecto particular do bullying que tem se tornado muito preocupante e atinge mais especialmente os adolescentes é o “cyberbullying”. Trata-se do bullying exercido através do uso da internet, através do uso de redes sociais (por exemplo, Facebook) ou de sistemas de comunicação de grupo (por exemplo, WhatsApp). Frequentemente, estão associadas a “sexting” (fusão das palavras “sex” e “texting”), a troca de mensagens, fotos ou vídeos de conteúdo erótico explícito através do celular. Em situações extremas, nas quais uma pessoa tem uma situação íntima exposta publicamente a milhares de pessoas, as vítimas têm, infelizmente, chegado a cometer suicídio. As meninas costumam ser as principais vítimas. 

As abordagens para manejo tanto do agressor quanto da vítima são, principalmente, de base psicoterápica. Para o “buller”, o trabalho envolve amenizar seu comportamento agressivo. Já para a vítima do bullying, a terapia ajuda a superar a dificuldade de se expressar e se defender. Em ambos os casos a orientação ou terapia dos pais é indicada, uma vez que estes muitas vezes se sentem “perdidos” e não conseguem lidar adequadamente com seus filhos.

• Qual o alimento correto para cada fase do bebê?

Fonte da imagem: i.ytimg.com/vi/_paXSLPaH5o/hqdefault.jpg
A nutricionista do berçário Vila Sofia, Andrea Barduco, explica como inserir alimentos na dieta das crianças de 0 a 12 meses

A alimentação do bebê, desde os primeiros meses, é essencial para a manutenção de sua saúde e desenvolvimento. É neste período também que a criança vai começar a moldar seu paladar e seus hábitos alimentares, sendo muito importante na prevenção de doenças na infância e até mesmo na fase adulta. Nos primeiros seis meses, os bebês devem consumir exclusivamente o leite materno. Mas, depois desse período, como os alimentos devem ser introduzidos na sua alimentação? A nutricionista do berçário Vila Sofia, Andréa Barduco, explica como inserir alimentos na dieta das crianças até os 12 meses, quando já estão aptas a comer qualquer tipo de comida. 

Segundo Andréa, durante um mês após o desmame, é preciso que a criança se acostume com os novos sabores e texturas. “Os alimentos são acrescentados aos poucos para dar tempo a criança entender e experimentar, respeitando também o amadurecimento dos órgãos internos, como o intestino, rins e papilas gustativas”, explica a nutricionista. Assim, na primeira semana, devem ser ofertados sucos das frutas mais suaves como pera, laranja lima e mamão. Depois disso, na segunda semana, frutas raspadinhas podem ser inseridas no cardápio. Logo depois, as verduras em forma de papinhas. 

Entre os 7 aos 8 meses devem ser acrescentadas as folhas de verduras picadas e o caldinho de carne junto com os legumes, sempre amassadinhos e nunca batidos no liquidificador. “Isso ajuda a aumentar aos poucos a consistência, para estimular a mastigação, pois ela exige uma associação de movimentos da língua, dos lábios e da mandíbula, muito importantes para a preparação e estimulação da musculatura da boca”, completa. 

Já na terceira fase, quando o bebê atinge os 8 meses, é possível também a inserção das proteínas como a carne e gema de ovo, já que nesse período os rins devem estar prontos para eliminar o que não deve ficar no corpinho da criança e manter o equilíbrio hídrico. 

Com 10 meses, o bebê está pronto para receber todos os alimentos e deve-se começar a incluir os grãos e comidas mais consistentes. Andréa alerta que as fases são respeitadas dentro da proposta da nutrição infantil, porém podem haver recomendações específicas dos pediatras em alguns casos, que devem ser respeitadas por conta do desenvolvimento corporal. 

Por fim, quando o bebê atinge os 12 meses, é possível mostrar todas as possibilidades de sabores naturais, procurando deixar de lado o açúcar e inserindo apenas uma pitadinha de sal no alimento. Depois dessa fase de adaptação, a manutenção desse hábito saudável é indicado para manter a saúde da criança. “No berçário Vila Sofia, por exemplo, ofertamos uma alimentação livre de aditivos químicos, pois todas as preparações são feitas na escola com ingredientes naturais, mantendo o respeito ao paladar da criança e incentivando a educação alimentar”, completa Andréa, que acredita no sucesso desse processo para criar adultos com vidas mais saudáveis e prevenir doenças como obesidade e diabetes, comuns nas crianças e adultos brasileiros. 


Escola Vila Sofia
A escola Vila Sofia atua desde 2002 em Curitiba com crianças de educação infantil e 2006 com berçário, com uma proposta de educação artesanal e individualizada. Em 2016, a Vila Sofia une-se ao Mamaworking em novo espaço, oferecendo em 2017 o serviço de berçário diferenciado para crianças de 4 meses a 3 anos e adaptação estendida com a união ao escritório-coworking. As turmas de educação infantil para crianças de 3 a 6 anos continuam na primeira sede da escola, a oito quadras do berçário. www.vilasofia.com.br

Mamaworking
O Mamaworking, idealizado por Valquíria Porto, é o primeiro espaço de “coworking” em Curitiba no qual mães podem trabalhar ao lado dos filhos. Através de uma nova rotina, enquanto as mães trabalham produtivamente no seu ambiente, as crianças brincam e se desenvolvem em outro. As profissionais dividem uma casa equipada com wi-fi e tudo que precisam para poder trabalhar com mais foco nas suas atividades. www.mamaworking.com.br

ServiçoBerçário Vila Sofia e Mamaworking
Endereço: Rua Camões, 1275 – Alto da XV
Telefone: 41 3362-8612

Escola Vila Sofia Educação Infantil
Endereço: Av. Nossa Senhora da Luz, 673 – Bacacheri 
Telefone: 41 3024-0304

Mais visualizadas na última semana